Follow by Email

domingo, 23 de março de 2014

Campanha da Fraternidade 2014- Fraternidade e tráfico humano

Quaresma é um tempo forte de nossa liturgia hoje somos chamados a rever a nossa vida e nos convertemos .Neste caminhar quaresmal de conversão é mudança de vida a CNBB apresenta a Campanha da Fraternidade 2014 com o tema: Fraternidade e tráfico humano e o lema:É para a liberdade que Cristo nos libertou (GL 5,1).


homens, mulheres e crianças são vítimas desta triste realidade de escravidão. O tráfico humano é um crime que atenta contra a dignidade humana, já que representa uma ameaça a liberdade humana. Esta realidade limita a liberdade, despreza a honra, agride o amor próprio, ameaça e tira a vida de mulheres, crianças, adolescentes, trabalhadores, de cidadãos e cidadãs que fragilizados por sua condição socioeconômica ou mesmo por suas escolhas tornam-se vítimas de ações criminosas de traficantes. 

O objetivo geral: 

Identificar as práticas de tráfico humano em suas várias formas e denunciá-lo como violação da dignidade e da liberdade humana, mobilizando cristãos e a sociedade brasileira para erradicar esse mal, com vista ao resgate da vida dos filhos e filhas de Deus.

Objetivos específicos: 

Identificar as causas e modalidades do tráfico humano e os rostos que sofrem com essa exploração;
Denunciar as estruturas e situações causadoras do tráfico humano;
Reivindicar, dos poderes públicos, políticos e meios para a reinserção das pessoas atingidas pelo tráfico humano na vida familiar e social;
Promover ações de prevenção e de resgate da cidadania das pessoas em situação de tráfico;
Suscitar, à luz da Palavra de deus, a conversão que conduza ao empenho transformador dessa realidade aviltante da pessoa humana;
Celebrar o mistério da morte e ressurreição de Jesus Cristo, sensibilizando para a solidariedade e o cuidado com as vítimas desse mal.




O texto-base aponta as principais modalidades de tráfico humano: tráfico para o trabalho escravo, exploração sexual, tráfico para a extração de órgãos, tráfico de crianças e adolescentes. O Documento de Aparecida fala de um vergonhoso tráfico de pessoas. Papa Francisco, numa audiência aos responsáveis do conselho Pontifício  para a Pastoral dos Migrantes e Itinerantes da Santa Sé disse: "o tráfico de pessoas é uma atividade ignóbil, uma vergonha para as nossas sociedades que se dizem civilizadas: exploradores e clientes, a todos os níveis, deveriam fazer um sério exame de consciência diante de si e de Deus.
A Campanha da Fraternidade deste ano é a 51ª idealizada pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).
Como denunciar casos de tráfico de pessoas - Folhetos de distribuição da Campanha alertam para a forma de fazer as denúncias em caso de tráfico humano. Uma forma é o Disque 100 (número gratuito), para ligações dentro do território nacional, das 8h às 22h. A identidade de quem denuncia é mantida em segredo pelo Ministério da Justiça. Também é possível realizar denúncias pelo e-mail disquedenuncia@sedh.gov.br.

Nenhum comentário:

Postar um comentário