Follow by Email

domingo, 4 de dezembro de 2011

Celebração com inspiração crismal

Esta celebração foi feita com os catequizandos do 2º turno de catequese ( 10 a 14 anos) no mês de novembro. A motivação da celebração foi o Espírito Santo e seus dons .




1-Refrão meditativo: Oh! Luz do Senhor que vem sobre a terra, inunda meu ser, permanece em nós. (bis)

2- Motivação inicial: O animador, brevemente acolhe os participantes e expõe a proposta- celebrar o Espírito Santo e seus dons, fonte da diversidade de talentos e a unidade da comunidade.


3- Salmos104(103)- O Espírito de Deus renova nossa vida!



Ref.: Enviai o vosso Espírito, Senhor! Enviai o vosso Espírito Senhor! E da terra toda a face renovai! E da terra toda a face renovai!
·         O minh’alma bendize ao Senhor: “O Deus grande em poder e amor, o esplendor de tua glória reluz o céu e teu manto de luz”.

·         Firme e sólida a terra fundastes, com o azul do oceano a enfeitastes! E rebentam tuas fontes nos vales, correm as águas e cantam a s aves.

·         Lá do alto céu, tu regas os campos, cresce a relva e os viventes se fartam. De tuas obras a terra enchestes, toda belas e sábias fizeste.

·         Se escondes tua face, todos se apavoram. Se lhes retiras o ar, já se enterram; teu Espírito sopra e envias, todas as coisas renovas na terra!

4- Proclamação da Palavra
Canto: Bato palmas de alegria a Jesus que vai falar. O Evangelho que nos guia, nós queremos aclamar!
Texto bíblico: Lucas 4,14-21
Silêncio-meditação e partilha



5- Invocação dos sete dons



Animador: Peçamos ao Espírito Santo que venha nos iluminar com seus dons, cantando:
Refrão: Vem Espírito Santo vem! Vem iluminar! (bis)
Leitor 1: O dom da sabedoria é o dom do conhecimento de Deus. O Espírito Santo nos faz sábios para conhecer o amor de Deus e experimentar a sua bondade. A sabedoria divina não se compara a sabedoria humana. Para consegui-la não é necessário ter diploma. È preciso ter um coração puro e verdadeiro.
Todos: Senhor daí-nos sabedoria para fazermos a vossa vontade para vivermos em paz e harmonia, saboreando a vossa vontade.
Leitor 2: O dom do entendimento é o dom da descoberta da vontade de Deus no dia-a-dia de nossa vida. Compreendendo sempre melhor a Palavra de Deus e os ensinamentos da Igreja, vamos entendo com clareza as situações difíceis que nos envolvem e nos impulsionam a lutar por condições de vida mais dignas e justas para todos em nossa sociedade e em nossa comunidade.
Todos: Senhor daí-nos entendimento e compreensão de vivência cristã, para juntarmos os nossos talentos e construirmos um novo amanhã.
Refrão: Vem Espírito Santo vem! Vem iluminar! (bis)
Leitor 3: O dom da ciência é o dom de discernirmos entre o bem  e o mal, levando-nos a perceber a salvação que nos vem do Pai, pelo Filho, no Espírito Santo. O dom da ciência nos faz ver e encontrar Deus em tudo que existe. Por meio das coisas criadas, chegamos ao conhecimento e ao amor do Criador, que nos chama viver em comunidade.
Todos: Senhor, daí-nos sempre ciência, em nossas mentes descei vossa luz, para entendermos o amor - providência que tudo rege, preserva e conduz.
Refrão: Vem Espírito Santo vem! Vem iluminar! (bis)
Leitor 4- O dom do conselho é o dom do Espírito Santo que nos ajuda e orienta nas diversas situações da vida, mostrando-nos o melhor caminho a seguir, de acordo com a vontade de Deus. Acolhendo esse dom tornamo-nos novas criaturas e colaboramos, no anuncio do Reino. Por meio da participação na comunidade, dialogando fraternalmente com os irmãos, buscando soluções melhores para os problemas e animando aqueles que estão desanimados.
Todos: Senhor daí-nos o vosso conselho, seja a verdade melhor compreendida. Que nos busquemos no Santo Evangelho, vossa mensagem de amor e de vida.
Refrão: Vem Espírito Santo vem! Vem iluminar! (bis)
Leitor 5- O dom da fortaleza é o dom de perseverar no caminho de bem resistir às tentações sem desanimar. Em nossa vida, em nossas comunidades e em nossa sociedade, precisamos ser fortes para não sermos vencidos por ele. O Espírito nos comunica sua força, que nos permite passar por todos os sacrifícios e compromissos, assumindo-os com firmeza, segurança e alegria.
Todos: Senhor daí-nos a fortaleza, que nos conserva no vosso caminho. Que vossa força sustente a fraqueza, transforme  a flor a maldade do espinho.
Refrão: Vem Espírito Santo vem! Vem iluminar! (bis)

Leitor 6- O dom da piedade é o dom de entregar-se a Deus e aos outros que precisam de nós, com misericórdia, gosto e alegria. Ter o dom da piedade não é ter pena de alguém, mas sim é ter um coração dócil a Deus. Ter o dom da piedade é cultivar com profundidade a oração e, por meio dela, compreender melhor o projeto de Deus para nós e para o povo, a fim de lançarmos em novas iniciativas cristãs. Pelo dom da piedade mostramos que a nossa comunhão com Deus se traduz em vida de amor para os irmãos.
Todos: Senhor, daí-nos a santa piedade para aprendemos a vos invocar. Os que confiam no vosso reino e na vossa bondade terão seu lugar.
Refrão: Vem Espírito Santo vem! Vem iluminar! (bis)
Leitor 7- O dom do temor de Deus não significa ter medo de Deus. O dom do temor de Deus caminha pela estrada do respeito para com Deus, reconhecendo-nos como suas criaturas e evitando-nos separar dele pelo pecado. É o temos de entristecermos o Pai, não correspondendo ao seu amor, ou ofende-lo no irmão. Por isso conscientes de nossas fraquezas, buscamos a vida da graça, que nos leva a amar ao próximo, sabendo perdoa-lhe sempre, como gostaríamos de ser perdoados.
Todos: Senhor, daí-nos o dom do temor que nos conduz ao respeito por vós. Não seja medo, mas fale do amor que desde sempre pusestes em nós.
Refrão: Vem Espírito Santo vem! Vem iluminar! (bis)




7- Pai-nosso


8- Unção com óleo perfumado: Quando vocês forem ser crismados o bispo marcará a sua fronte com o óleo do crisma. Foi-nos dada uma missão: pelo bom exemplo, o “bom perfume” do amor, testemunhar Cristo aos nossos irmãos. Vamos assumir esse compromisso com entusiasmo e alegria.
(O primeiro unge a testa do segundo com o óleo perfumado, e assim sucessivamente)


9- Conclusão
·         Deus de amor confirme em nós os dons do Espírito Santo e nos dê a vida em plenitude! Amém!
·         Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo! Para sempre seja louvado!

10- Abraço da paz
( Esta celebração foi retirada do livro  Catequese e liturgia: duas faces do mesmo mistério- Pe. Vanildo de  Paiva)

A escolha das velas diferentes foi intencional, pois refletimos com as crianças as diversidades de dons do Espírito e como os dons se manifestam em cada um de  forma diferente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário