Follow by Email

terça-feira, 15 de novembro de 2011

Deus me ama como sou

      Peça: Deus me ama como sou

(Entra adultos vestido de crianças com uma caixa de presente nas mãos e senta perto das crianças )

Nina: Dá licença é aqui que está marcado uma festa de aniversário para hoje? Eu recebi um convite de aniversário e eu vim participar.
Catequista: Pode entrar e ficar junto com as crianças. Como vocês chamam?
Nina: Meu nome é Nina.
Eduardo: Meu nome é Eduardo.
Gabi: Meu nome é Gabriela, mas podem me chamar de Gabi.
Catequista: Que bom que vocês vieram à catequese hoje. Vamos crianças ensinar uma música para elas. (Cantar com as crianças uma música conhecida por elas)
(As  personagens crianças começam a brigar)
Catequista: Mas crianças, porque vocês estão brigando? Na catequese não é lugar disso!
Nina: Eles estão rindo de mim, tia. Falaram que eu sou feia, horrorosa, tenho chulé... isso é buling.
Eduardo: È mesmo tia, eu não quero brincar mais com ela. Ela é boba e feia.
Gabi: Ela também não que me dá o brinquedo dela, vou ficar de mal dela...Belém,Belém, nuca mais fico de bem!
Catequista: Deus não gosta que as pessoas briguem, porque Ele nos ensinou que devemos amar a todas as pessoas, devemos ser amigos uns dos outros.
(Entra uma personagem vestida de vovó- Vovó Evangelina)
Catequista: Que bom que você veio vovó Evangelina. Eu sei que você gosta de contar histórias, e eu tenho certeza que você tem uma história para essas crianças que gostam de brigar.
Vovó Evangelina: Eu tenho mesmo uma história, que eu aprendi com minha tatatataravó...Crianças quem aqui que gosta de flores. As flores são bonitas e enfeitam este mundo. Você Gabi de que flor gosta?
Gabi: Eu gosto de margarida, vovó.
Vovó Envagelina: E você Eduardo?
Eduardo: Esse negócio de gostar de flor é coisa de mulher, vovó.
(Vovó faz uma cara de repreensão)
Eduardo: Tá bom vovó vou confessar... Eu gosto de rosas porque é a flor preferida da minha mãe.
Vovó: E você Nina?
Nina: Eu gosto de girassol, porque é uma flor grandona e está sempre apontada para o sol.
Vovó: Pois é! Todos gostam de um tipo de flor e nem por isso quer dizer que uma é mais feia que a outra. Deus fez todas elas com uma característica.
Nina: E mesmo vovó!
Vovó: Agora imaginem um lindo jardim, bem verde, bem bonito. Este jardim é a vida. Assim como um jardineiro planta uma sementinha Deus plantou a cada uma de vocês crianças como belas florzinhas no jardim de Deus, cada uma com sua beleza(ressaltar as características das crianças).
( Mostrar um cartaz com um jardim cheio de flores)
Gabi: Então quer dizer que eu sou uma florzinha de Jesus. Ai que lindo!
Vovó: E assim como o jardineiro cuida das flores, Deus cuida da nossa vida a cada dia. Mas tem florzinhas que não quer o cuidado de Deus e vão para longe de Deus. Desobedecem, brigam e entristecem o coração de Deus. E essas flores vão ficando fracas e feias.
( Mostrar um cartaz com uma flor apenas, a medida que for falando situações que Deus não gosta ir arrancando as pétalas desta flor)
Eduardo: Eu quero ser uma flor bonita de Deus e por isso quero pedir desculpas a você Nina e não quero fazer mais isso.
Gabi: Eu também quero ficar de bem.
(As crianças se abraçam )






Nenhum comentário:

Postar um comentário